250 meninas fogaceiras dão vida a tradição com 518 anos de história esta sexta-feira

250 meninas fogaceiras dão vida a tradição com 518 anos de história esta sexta-feira

Na próxima sexta-feira, dia 20 de janeiro, Santa Maria da Feira volta a cumprir o voto ao mártir S. Sebastião, cumprindo uma promessa secular que se iniciou à precisamente 518 anos. Desde o início do mês, o município de Santa Maria da Feira já tem vindo a celebrar a Festa das Fogaceiras com múltiplas iniciativas culturais, mas o ponto alto das celebrações será mesmo no feriado municipal, com o cortejo cívico, a iniciar-se às 10h30, a Missa Solene com a Bênção das Fogaças, às 11h, e a Procissão das Fogaceiras, pelas 15h30.

Como manda a tradição, o centro histórico da cidade “veste-se” à medida da efeméride para acolher aqueles que são os momentos mais simbólicos do programa oficial da Festa das Fogaceiras. Esta sexta-feira, as celebrações arrancam com o habitual Cortejo Cívico, onde 250 meninas vestidas e calçadas de branco e com a fogaça à cabeça, percorrem o trajeto entre os Paços do Concelho e a Igreja Matriz de Santa Maria da Feira. É aí que se realiza a Missa Solene com Bênção das Fogaças, pelas 11h.

Para o início da tarde, está reservado a tradicional Procissão das Fogaceiras, que parte da Igreja Matriz, pelas 15h30, e percorre as ruas do centro histórico. A edição de 2022 marca o regresso de 250 meninas fogaceiras às ruas do centro histórico, onde irão desfilar novamente com a fogaça à cabeça e trajadas de branco.

Festa das Fogaceiras vivida além fronteiras

Uma das mais identitárias festas do norte do país e a mais identitária do concelho de Santa Maria da Feira não é vivida apenas na região ou em solo português. O voto ao mártir S. Sebastião é também cumprido noutros pontos do mundo por comunidades portuguesas, nomeadamente no Brasil, Venezuela e
África do Sul. No Brasil, a Casa da Vila da Feira e Terras de Santa Maria assinala, pela 69º vez, a Festa das Fogaceiras no dia 22 de janeiro. “Para os feirenses residentes no Rio de Janeiro, este momento é vivido com grande intensidade. O programa pretende recriar o mais fielmente possível esta festividade, integrando uma cerimónia religiosa, que se realiza na Igreja dos Capuchinhos, e a tradicional procissão, desde a Igreja até à Casa Vila da Feira e Terras de Santa Maria”, refere o município feirense em nota de imprensa.

Já em Caracas, na Venezuela, a efeméride é assinalada desde 2000 pela Associação Civil Amigos de Terras de Santa Maria da Feira, também no dia 22 de janeiro. A festa contempla uma cerimónia religiosa na capela do Centro Português de Caracas, seguida por uma procissão em honra do Mártir São Sebastião, na qual meninas vestidas de branco transportam as fogaças na cabeça.

A África do Sul tem também uma longa tradição no cumprimento do voto ao mártir S. Sebastião. A Festa das Fogaceiras, em Pretória, é vivida com intensidade desde 1986 e este ano será celebrada a 29 de janeiro. Trinta e uma crianças, vestidas de branco e com uma faixa identificativa de cada freguesia do concelho de Santa Maria da Feira, transportam a fogaça à cabeça, desfilando em cortejo pelas ruas da cidade. No final do cortejo, as fogaças são leiloadas a favor da Associação da Comunidade Portuguesa de Pretória, que organiza a festividade.