Sintonia de Ataque: “Há um desnível muito grande entre as equipas da zona norte”

Sintonia de Ataque: “Há um desnível muito grande entre as equipas da zona norte”

Dinis Resende e Carlos Silva no Sintonia de Ataque

Numa edição especial do Sintonia de Ataque, uma hora antes do duelo entre Portugal e Uruguai a contar para o 2º jogo da fase de grupos do Mundial do Qatar, Carlos Silva e Dinis Resende fazem o ponto de situação no Campeonato SABSEG e na 1ª Divisão Distrital.

“Há um campeonato para seis equipas e outro para as outras quatro”

Para Carlos Silva, na zona norte “há um campeonato para seis equipas e outro para as outras quatro”. O craque de microfone aponta que “há um desnível muito grande entre as equipas” e lembra que apenas o Espinho foi surpreendido pelo Mansores no arranque da competição.

Carlos Silva analisa ainda o duelo entre União de Lamas e Mansores, que culminou com um triunfo folgado de 4-1 para a turma da casa. “O Lamas foi o justíssimo vencedor”, aponta o craque de microfone, num jogo em que a veia goleadora de Zé António veio ao de cima (fez hat-trick). É neste momento o melhor marcador da competição, com mais um golo do que o avançado do Lobão, Everton. Carlos Silva quis ainda trazer para a discussão o projeto da Florgrade.

Dinis Resende concorda que há um “grande desnível” na zona norte e salienta “as constantes goleadas que têm vindo a acontecer no campeonato“. Para o comentador, “as equipas do fundo da tabela vão ter dificuldades de acompanhar a exigência” imposta pelo trio da frente – Florgrade, União de Lamas e Espinho – equipas que elevaram a fasquia da Elite aveirense.

Carlos Silva esperava, nesta altura do campeonato, “mais equilíbrio nos primeiros lugares“. O comentador salienta que a Florgrade e o União de Lamas têm dado “uma resposta poderosa” nos últimos encontros, tal como o Espinho, que soma três triunfos consecutivos.

Zona sul com mais equilíbrio do que a norte

Tempo de analisar a zona sul. Dinis Resende afirma que, em relação à temporada transata, as zonas norte e sul inverteram papéis. “A zona sul neste momento está muito mais equilibrada e prova disso são os resultados do fim de semana“, aponta. O comentador voltou a frisar que, na fase dos primeiros, as equipas deveriam começar com os pontos a zero em prol da verdade desportiva.

Carlos Silva sublinha que é notório que o “investimento da zona norte é diferente da zona sul”.

Esta época, e caso não hajam despromoções do Campeonato de Portugal (onde militam Lusitânia de Lourosa e Beira-Mar), descem diretamente os dois piores classificados de cada zona e o terceiro pior classificado das duas zonas. Dinis Resende alerta que a despromoção poderá calhar à zona norte.

1ª Divisão Distrital em análise…

Momento de olhar para a 1ª Divisão Distrital. Dinis Resende mostra preocupação com o Paços de Brandão, que nas duas últimas jornadas averbou uma derrota e um empate. “Continuo a estar convicto que o Paços de Brandão tem equipa e condições de trabalho para muito mais“, afirma. O craque de microfone aponta a recuperação do Esmoriz como uma surpresa positiva.

Carlos Silva lembra os comunicados emitidos por vários clubes da 1ª Divisão Distrital nos últimos jogos e denota que as baixas em várias equipas, por castigo ou lesão, têm condicionado o trabalho dos treinadores.

Na zona sul da 1ª Divisão Distrital, Dinis Resende salienta que a vitória fora de portas do Bustelo foi “importantíssima“. O comentador considera que o Vista Alegre está “fortíssimo” esta época e aponta que esperava um Avanca “mais musculado“. Carlos Silva também comenta a atualidade nesta competição.

“Está a ser um Mundial em grande”

A menos de uma hora do arranque do duelo entre Portugal e Uruguai, Carlos Silva e Dinis Resende comentam o Mundial do Qatar. Carlos Silva está convicto que não há favoritos e afirma que “está a ser um mundial em grande“, recheado de “golos espetaculares“.

Nota final de Carlos Silva vai diretamente para a massa associativa e para a equipa do União de Lamas. Apela à mobilização de todos para o jogo no estádio do Mergulhão, perante o Cesarense, no próximo domingo.

Dinis Resende dedica a nota final a Fernando Gomes, bibota de ouro que partiu recentemente. Carlos Silva aproveita a deixa para enviar um abraço à família de Santos, jogador que passou por clubes como o Feirense, Salgueiros e Porto e que partiu aos 63 anos de idade.

Pode ouvir o programa, moderado por Filipe Dias, aqui.

Sintonia de Ataque: Edição 28/11/2022

O programa Sintonia de Ataque, dedicado às competições da Associação de Futebol de Aveiro, vai para o ar todas as segundas-feiras, depois das 18h, em 92.0FM ou em www.radiosintonia.pt. O programa semanal é moderado por Filipe Dias.