União de Lamas de volta aos triunfos. “Queria dedicar esta vitória aos grandes adeptos que nós temos”

União de Lamas de volta aos triunfos. “Queria dedicar esta vitória aos grandes adeptos que nós temos”

Depois do desaire perante o Paivense, o União de Lamas respondeu da melhor forma com um triunfo por 2-0 perante o Esmoriz no estádio da Barrinha. Luís Miguel Martins dedicou a vitória aos adeptos e aos jogadores indisponíveis para a partida. O técnico do Esmoriz, João Gomes, apontou que faltou à equipa concretizar as oportunidades criadas.

O União de Lamas recebe a Florgrade no próximo domingo, às 15h, e o Esmoriz desloca-se ao reduto do Atlético Clube de Cucujães.

Quando estivermos todos juntos vamos ser uma equipa fortíssima

“Fomos a melhor equipa em campo, procurámos mais vezes o golo, na segunda parte ainda mais e somos os justos vencedores”. É com estas palavras que o técnico do União de Lamas, Luís Miguel Martins, resume a vitória no Estádio da Barrinha, depois do desaire na receção ao Paivense. O triunfo teve direito a dedicatória por parte do timoneiro. “Queria dedicar esta vitória, em primeiro lugar, aos grandes adeptos que nós temos. Depois de um jogo de extrema dificuldade na quarta-feira, com uma derrota de 4-1, hoje cantaram do primeiro ao último minuto“, salientou o timoneiro, que não deixou de fora os jogadores indisponíveis para a partida. “Esta vitória é também para o Diogo Gouveia, Vando, Chapinha, João Dias, Óscar Beirão, Joel Magalhães, Sheriff, João Pedro, Leonel Sobral, Rúben Fonseca e Mendes“, acrescentou. O técnico lembrou as várias baixas no plantel, por lesão ou por Covid-19, para reforçar uma ideia: “Quando estivermos todos juntos vamos ser uma equipa fortíssima“.

Ao intervalo, o marcador registava ainda 0-0 no estádio da Barrinha e, nos balneários, Luís Miguel Martins pediu à equipa que acreditasse no triunfo. “Disse-lhes ao intervalo: vocês são capazes, temos de ganhar o jogo, vocês têm de ir buscar forças onde não têm, lutem por este emblema. E foi isso que eles fizeram, foi uma segunda parte fabulosa“, descreveu o timoneiro. “Os jogadores foram incansáveis e era importante ganhar hoje, estamos de parabéns e parabéns também aos adeptos, isto é o União de Lamas“, destacou ainda.

Luís Miguel Martins, técnico do União de Lamas

“Estes rapazes trabalharam muito, lutam muito e é isso que me faz acreditar”

Na análise à partida, o técnico do Esmoriz, João Gomes, considera que a equipa entrou bem na partida, mas que faltou concretizar as oportunidades criadas. “Na primeira parte fomos superiores, tivemos as nossas oportunidades de golo e o Lamas, na segunda parte, conseguiu estrategicamente esticar a nossa equipa, o que nos dificultou muito o processo defensivo. O problema foi a primeira parte, tivemos as nossas oportunidades, uma delas condicionada pela arbitragem, foi uma decisão errada do árbitro, que poderia ter condicionado o jogo com o Lamas a jogar com 10. Penso que foram esses detalhes que fizeram a diferença no jogo de hoje“, resumiu.

O Esmoriz, que não vence desde a 12ª jornada, altura em que bateu o Carregosense por 1-3, ocupa a penúltima posição da tabela, com 11 pontos. O timoneiro assume que o cenário não é fácil, mas garante que acredita na capacidade da equipa dar a volta. “Se não acreditasse, não estava aqui. Acredito, é difícil, mas eu vejo o que estes rapazes trabalham diariamente, ainda hoje jogamos com seis juniores em campo, não é fácil, mas estes rapazes trabalharam muito, querem muito isto, lutam muito e é isso que me faz acreditar, a entrega deles, a crença deles, seja no treino ou seja no jogo. Não é fácil trabalhar sobre derrotas e, diariamente, vejo estes rapazes trabalhar com uma crença, com uma entrega, acreditam na nossa ideia de jogo. Acho que é possível“, realçou.

O Esmoriz, que recentemente contratou Fragoso, poderá vir a reforçar o plantel, diz o técnico, que acredita que, com “o trabalho diário” e a “entrega dos jogadores” é possível regressar aos triunfos.

João Gomes, técnico do Esmoriz

Foto: DR