Florgrade soma segundo triunfo em 2022 na receção ao Canedo: “A equipa mostra-se cada vez mais unida e mais coesa”

Florgrade soma segundo triunfo em 2022 na receção ao Canedo: “A equipa mostra-se cada vez mais unida e mais coesa”

Na receção ao Canedo, levou a melhor a Florgrade, que venceu pela margem mínima o jogo relativo à 18ª jornada do SABSEG no Parque do Buçaquinho. O técnico corticeiro, João Aguiar, destaca que “2022 tem sido um ano bom” para a Florgrade. Do lado da turma canedense, Daniel Tavares considera o resultado “inglório” e diz que o Canedo “tem condições para chegar aos quatro primeiros”.

A Florgrade visita o União de Lamas no próximo domingo, num duelo que se antevê escaldante. O Canedo recebe o Carregosense no Campo das Valadas.

“2022 tem sido um ano bom para nós”

Depois de vencer o Esmoriz, por 2-1, na última jornada, a Florgrade voltou a conquistar os três pontos, desta vez na receção ao Canedo. O timoneiro, João Aguiar, considera que 2022 tem sido bom para a equipa e destaca que este foi o primeiro jogo, enquanto timoneiro, em que a Florgrade não sofreu golos. “2022 tem sido um ano bom para nós. […] Penso que o resultado nunca esteve em causa, mesmo na segunda parte tivemos alguns momentos de transição que podíamos ter acabado o jogo. Não conseguimos, mas é de salientar a parte de que este é o primeiro jogo, desde que cá estou, em que não sofremos golos“, realçou o timoneiro, que não tem dúvidas de que a equipa tem evoluído nas últimas semanas. “A equipa mostra-se cada vez mais unida e mais coesa e é para isso que estamos aqui a trabalhar“, referiu.

João Aguiar acredita, por isso, que a equipa está no bom caminho. “É óbvio que o futebol e os treinadores precisam de tempo, felizmente aqui no clube dão-me tempo para trabalhar com serenidade e aqui está o resultado, não é numa semana nem em 15 dias, é depois. Como é óbvio, daqui para a frente vamos ter boas exibições e más exibições, vamos ter bons resultados e maus resultados, mas o importante é criarmos uma ideia e irmos evoluindo dentro do que é o nosso jogar“, rematou o técnico da Florgrade.

João Aguiar, técnico da Florgrade

Canedo “tem condições para chegar aos quatro primeiros”

Do lado do Canedo, Daniel Tavares considera que a equipa protagonizou “um grande jogo“, descrevendo o que considera ser um resultado “inglório“. “A Florgrade entrou muito forte, é verdade, mas depois conseguimos colocar a Florgrade mais cautelosa, mais atenta, tivemos uma grande oportunidade na cara do guarda-redes que não concretizamos e depois o jogo acabou por tomar contornos um bocado atípicos e isso complicou“, resumiu o treinador adjunto. “Na 2ª parte conseguimos ter mais bola e isso acabou por contrariar aquilo que estava a acontecer na 1ª parte, mas depois, na última fase, o passe ou saía mal ou havia ali outra decisão um pouco discutível por parte da equipa de arbitragem que acabava por nos limitar as ações“, acrescentou aos microfones da Sintonia.

No cômputo geral, o treinador faz um balanço positivo da exibição dos comandados de Ricardo Nascimento. “A nossa equipa fez um belo jogo, no seu todo, conseguimos corrigir alguns posicionamentos depois de termos sido surpreendidos logo no início do encontro, mas acabou por ser um grande jogo da equipa do Canedo, infeliz no resultado, e inglório. Foi um jogo digno de uma equipa que tem condições para chegar aos quatro primeiros e que vai tentar no campo chegar lá e fazer um campeonato bonito“, afirmou ainda Daniel Tavares.

Daniel Tavares, técnico adjunto do Canedo


Foto: DR/Florgrade