Campanha “Vai-me à Loja” incentiva comércio local em Santa Maria da Feira

Campanha “Vai-me à Loja” incentiva comércio local em Santa Maria da Feira

Com o aproximar de uma época festiva propícia ao comércio e a entrada em vigor de novas medidas restritivas contra a Covid-19, a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira lança uma campanha de sensibilização que incentiva os feirenses a comprar nas lojas de rua, em segurança e com atendimento personalizado. Esta é uma das iniciativas do programa de apoio ao comércio local “Vai-me à Loja”, inspirado na icónica expressão popular nortenha que marcou gerações, agora resgatada para reforçar a real importância do comércio tradicional e de proximidade.

Lançada este domingo, 28 de novembro, nas redes sociais, a campanha “Vai-me à Loja” será alargada, de forma gradual, ao mobiliário urbano de todo o território concelhio, para que cada feirense seja envolvido neste movimento em prol do comércio de rua, fundamental para a revitalização económica e social das comunidades.

O programa de incentivo “Vai-me à Loja” disponibiliza ainda ferramentas de apoio à promoção e divulgação das lojas de rua de todo o concelho, nomeadamente um diretório do comércio local, disponível em www.vaimealoja.pt, cujos conteúdos promocionais serão alimentados pelos próprios comerciantes, através de registo totalmente gratuito (menu Registo Comerciante). Uma aposta na transformação digital dos negócios de rua, para promover o que de melhor existe e o que melhor se faz neste setor em Santa Maria da Feira.

“Estamos fortemente apostados em dar visibilidade ao comércio local através dos nossos canais de comunicação e disponibilizar ferramentas que permitam criar e dinamizar uma montra digital das nossas lojas de rua”, refere o presidente da Câmara, Emídio Sousa, recordando que o programa “Vai-me à Loja” resulta do compromisso assumido pelo projeto de desenvolvimento económico Bizfeira de apoiar o comércio, restauração e alojamento, fortemente penalizados pela pandemia. “Vamos envolver as entidades locais ligadas ao setor neste movimento em prol do pequeno comércio, na certeza de que cada uma dará o seu melhor contributo dentro da sua área de atuação, de forma gradual e contínua”, adianta Emídio Sousa.

Acompanhando as tendências nacionais e locais, serão disponibilizadas ferramentas, divulgadas medidas de apoio e incentivo, apresentados casos inspiradores e apontados caminhos que possam ser relevantes para a preservação do comércio local, com a necessária adaptação às novas formas de comunicação e vendas, que já revelaram impactos notórios no crescimento de pequenos negócios e empresas durante a pandemia.

“Vai-me à Loja” homenageia pequeno comércio

Resgatada do léxico popular, a expressão “Vai-me à Loja” apresenta-se com uma nova roupagem para dar corpo a um programa de incentivo às lojas de rua, tradicionais ou vanguardistas, que todos os dias oferecem simpatia, atendimento personalizado, soluções à medida e uma genuína vivência em comunidade.

Na campanha de sensibilização lançada nas redes sociais, cada feirense e amigo de Santa Maria da Feira é incentivado a partilhar o apelo “Vai-me à Loja” como forma de apoiar e recomendar o comércio da sua rua, da sua freguesia, do seu concelho.

O ilustre comerciante feirense Manuel Plácido, falecido em janeiro passado aos 90 anos, é o primeiro rosto associado a esta campanha – ao qual se seguirão outros – como forma de homenagear o pequeno comércio de Santa Maria da Feira. O Sr. Plácido, como era conhecido por todos, distinguiu-se pela singularidade no trato e pela atenção dada a cada cliente da Casa Plácido, onde passou mais de seis décadas da sua vida.