Sintonia de Ataque encerra época com Arménio Pinho, Carlos Silva, Carlos Alexandre e Dinis Resende

Sintonia de Ataque encerra época com Arménio Pinho, Carlos Silva, Carlos Alexandre e Dinis Resende

Último Sintonia de Ataque da temporada com Carlos Alexandre, Arménio Pinho, Dinis Resende e Carlos Silva

O balanço da época desportiva, os impactos da Covid-19 no desporto aveirense – como a quebra do número de atletas – ou a verba disponibilizada pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude com a medida Reativar foram alguns dos tópicos do último Sintonia de Ataque desta temporada, moderado por Filipe Dias.

O último programa Sintonia de Ataque, dedicado aos campeonatos da Associação de Futebol de Aveiro, contou com a participação do presidente da Associação de Futebol de Aveiro (AFA), Arménio Pinho, e dos habituais craques de microfone – Carlos Silva, Carlos Alexandre e Dinis Resende.

Arménio Pinho destacou que, apesar de as duas últimas épocas terem sido “muito atípicas”, o esforço e reinvenção dos clubes, dirigentes e da AFA permitiu ultrapassar as dificuldades. O presidente da AFA realçou, também o apoio que chega agora aos clubes através do IPDJ com a medida Reativar, que disponibiliza mais de 30 milhões de euros a fundo perdido para apoio direto aos clubes. Durante este mês, apontou o dirigente, a AFA terá uma pessoa do gabinete do IPDJ para esclarecer as dúvidas dos clubes. “É importante que os clubes possam receber este apoio que é devido há muitos meses”, referiu Arménio Pinho.

A pandemia deixa marcas no final desta época. Menos 5218 atletas inscritos, dos quais 1114 do escalão sénior, afirma Arménio Pinho que ressalva, contudo, que a AFA encerra a temporada em terceiro lugar a nível nacional, registando menos perdas do que as outras associações do país.

No programa, Arménio Pinho diz que há ainda um longo caminho a percorrer e que é necessário “combater a inércia”, uma das consequências da pandemia, chamando novamente as pessoas para o desporto aveirense.

Nos estúdios da Sintonia, Carlos Silva, Carlos Alexandre e Dinis Resende fizeram um balanço positivo da atuação da AFA durante a pandemia e aproveitaram para colocar algumas questões a Arménio Pinho, entre as quais a possibilidade de subida do União de Lamas ao Campeonato de Portugal. Arménio Pinho diz que a decisão compete à Federação Portuguesa de Futebol, mas que “é uma hipótese muito remota” já que “à partida não haverá vagas na competição”.

Pode ouvir o programa na íntegra aqui.

Sintonia de Ataque dedicado aos campeonatos da Associação de Futebol de Aveiro – Edição 19/07/2021