GNR apreende armas numa investigação de violência doméstica

GNR apreende armas numa investigação de violência doméstica

 

Militares apuraram que suspeito, de 74 anos, “mantinha em condições de precariedade e de insalubridade as vítimas, sua mãe e irmã de 98 e 69 anos, exercendo sobre as mesmas violência psicológica e física, grave“. Mandado de busca resultou na apreensão de diversas armas.

O Comando Territorial de Aveiro, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de São João da Madeira, apreendeu esta segunda-feira, 8 de julho, diversas armas no âmbito de um processo de violência doméstica, no concelho de Santa Maria da Feira.

Em comunicado, a GNR esclarece que, “no âmbito de uma investigação pelo crime de violência doméstica, que decorria há cerca de duas semanas, os militares da Guarda apuraram que o suspeito, um homem 74 anos, mantinha em condições de precariedade e de insalubridade as vítimas, sua mãe e irmã de 98 e 69 anos, exercendo sobre as mesmas violência psicológica e física, grave“.

No decorrer das diligências policiais, foi dado cumprimento a um mandado de busca que resultou na apreensão de diversas armas e material, nomeadamente três espingardas caçadeiras, duas pistolas com descarga elétrica, uma faca ponto e mola, cinco armas brancas artesanais, bem como diversos cartuchos carregados, munições e outro material.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Santa Maria da Feira. A GNR relembra que “a violência doméstica é um crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva“.