‘Turno da Noite’ regressa ao Museu do Papel com visitas à luz de lanterna e música barroca

‘Turno da Noite’ regressa ao Museu do Papel com visitas à luz de lanterna e música barroca

 

Diz quem já participou em edições anteriores do ‘Turno da Noite’ que o Museu do Papel Terras de Santa Maria, em Paços de Brandão, ganha outro encanto e magia quando visitado à noite, apenas com a luz ténue de uma lanterna. A experiência está de regresso a 18 de maio, a partir das 21h00, seguida de um concerto de música barroca e visita guiada à exposição de marcas de água e caligrafias em papel de música, que inaugura horas antes, às 17h30, no âmbito da programação do Dia Internacional dos Museus.

Este ano, a data de realização do ‘Turno da Noite’, iniciativa integrada na Noite Europeia dos Museus, coincide com a comemoração do Dia Internacional dos Museus, 18 de maio, pelo que o Museu do Papel Terras de Santa Maria promove um conjunto de atividades de acesso gratuito que assinalam as duas efemérides de forma integrada e complementar.

Na linha do tema escolhido para celebrar o Dia Internacional dos Museus – “Museus, Educação e Investigação” – o Museu do Papel acolhe a exposição “Marcas de água e caligrafias em papel de música: os manuscritos do Fundo do Conde de Redondo”, desenvolvida no âmbito do projeto “MARCMUS – Estudos de papel de música e caligrafia em Portugal (séculos XVIII e XIX): o estudo de caso do Fundo do Conde de Redondo”, que tornou possível registar digitalmente e preservar sistematicamente as marcas de água e os tipos de papel dos manuscritos musicais. Esta exposição inaugura às 17h30 de sábado, 18 de maio, com a presença do comissário António Jorge Marques.

À noite, a partir das 21h00, o Museu do Papel abre as suas portas para visitas noturnas aos diferentes espaços museológicos, sempre à luz de lanternas, conduzindo o público para a Casa do Espande, emblemática sala de secagem do papel, que será palco de um concerto de música barroca pelo grupo Iberian Ensemble, com direção musical de Alexandre Andrade. Será uma entusiasmante viagem pela história da música, onde músicos e músicas, entre Portugal e Espanha, repartiam os mesmos lugares de criação e fruição intercultural, desde a Idade Média até ao século XIX.

Depois do concerto noturno, o público é convidado a conhecer a exposição “Marcas de água e caligrafias em papel de música: os manuscritos do Fundo do Conde de Redondo”, numa visita guiada pelo comissário da mostra António Jorge Marques.

Esta exposição, que esteve patente na Biblioteca Nacional de Portugal entre setembro de 2023 e janeiro de 2024, foi financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e projeto MARCMUS, contando ainda com o apoio do Museu do Papel, através da cedência de peças.

De notar que são cada vez mais os museus em todo o mundo que integram as comemorações do Dia Internacional dos Museus. Em 2023, foram 37 os espaços museológicos de 158 países e territórios que se associaram a este evento à escala global, numa importante demonstração de intercâmbio cultural e enriquecimento de culturas.

Também a Noite Europeia dos Museus mobiliza atualmente mais de três mil sítios em toda a Europa, que abrem as suas portas ao anoitecer para acolher públicos ávidos e curiosos por descobrir ou redescobrir de forma gratuita os seus museus de eleição.

A participação nas atividades propostas pelo Museu do Papel Terras de Santa Maria é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia até ao dia 16 de maio, através do email museudopapel@cm-feira.pt. Para mais informações, os interessados devem contactar através dos números 256 370 850 ou 934 569 392.