Casacos de lã feitos à mão pela comunidade aconchegam meninas na Festa das Fogaceiras

Casacos de lã feitos à mão pela comunidade aconchegam meninas na Festa das Fogaceiras

A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira desafiou a comunidade a participar na produção artesanal de casacos de lã brancos, destinados às meninas que vão desfilar na Festa das Fogaceiras, dia 20 de janeiro, feriado municipal. Em ano de estreia, o projeto comunitário PONTO FOGAÇA vai dar prioridade às fogaceiras mais pequenas, mais vulneráveis ao frio, mas o objetivo é alargar a oferta, mediante o número de voluntários que aderirem à iniciativa.

O projeto PONTO FOGAÇA, que se assume como “ponto de encontro e de partilha onde o ponto de tricô aconchega uma tradição secular”, iniciou a 12 de novembro, no Imaginarius Centro de Criação, com um grupo de funcionárias municipais que aceitaram o desafio de coordenar o projeto e tricotar algumas das peças.

Assim que foi divulgada, a iniciativa foi recebida com inúmeras manifestações carinho, entusiasmo e interesse, estando já inscritas dezenas de voluntárias, algumas delas de municípios vizinhos, que querem fazer parte deste movimento solidário em torno da festa religiosa mais identitária das Terras de Santa Maria.

A Câmara Municipal disponibiliza os materiais necessários à produção dos casacos (agulhas, lã, botões e molde) e a equipa coordenadora presta os esclarecimentos necessários a todos os interessados, que reúnam condições para participar.

O PONTO FOGAÇA é um projeto em construção, que terá continuidade nas próximas edições da Festa das Fogaceiras, podendo vir a abranger a vertente formativa. Este ano, o conhecimento e experiência na arte de tricotar são requisitos fundamentais, de forma a garantir uma maior e melhor resposta à produção das peças – “sem pressas e sem pressões, sempre com o compromisso de um trabalho honroso”, lê-se na apresentação do projeto. “Acima de tudo, pretendemos que este seja um bonito exemplo de envolvimento das nossas gentes e uma genuína demonstração de comunidade”, sublinha a sinopse.

A Câmara Municipal pretende reunir todos os envolvidos no projeto em meados de dezembro, perspetivando a partilha de saberes, o convívio entre gerações e o registo do momento para memória futura. “Até lá, todos os encontros em família ou com amigos, motivados por este PONTO FOGAÇA, serão bem-vindos e recomendados”, refere a organização.

Os interessados em fazer parte deste projeto comunitário devem contactar através do número 912 957 996 [de segunda a sexta-feira, preferencialmente entre as 9h00 e as 17h00] ou através do email cultura@cm-feira.pt. Aquando da entrega dos materiais, cada participante preenche uma ficha de inscrição onde constam os dados necessários à boa articulação de todo o processo de levantamento e devolução dos materiais.

Os casacos de malha artesanais a produzir no âmbito do PONTO FOGAÇA vão completar e enriquecer o espólio do Cantinho da Fogaceira, que já disponibiliza centenas de vestidos e sapatos brancos, utilizados anualmente pelas meninas fogaceiras que desfilam no Cortejo Cívico e na Procissão, mediante solicitação prévia e stock limitado.

Recorde-se que, nas duas últimas edições, o número de meninas participantes foi muito reduzido devido às restrições impostas pela pandemia, mas este ano voltará a estar próximo dos números habituais, que rondam as duas centenas e meia de fogaceiras. As inscrições serão anunciadas em breve.