Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada trazem à Feira os melhores do pelotão português

Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada trazem à Feira os melhores do pelotão português

Os Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada estão de regresso a Santa Maria da Feira, 14 anos depois da última edição realizada em pleno no território feirense. De 21 a 23 de junho, 13 freguesias do concelho serão pontos de passagem dos melhores do pelotão nacional, que terão a concorrência de alguns emigrantes de luxo do ciclismo português. O Europarque e o Castelo da Feira serão os palcos privilegiados desta prova, organizada pela Federação Portuguesa de Ciclismo, em parceria com o município feirense.

Somos orgulhosamente uma terra de glórias do ciclismo português, onde fervilha uma renovada paixão pela modalidade e florescem grandes promessas entre as novas gerações de praticantes. Este é, por isso, o tempo certo para o regresso pleno dos Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada a Santa Maria da Feira, na certeza de que viveremos três dias de grande fervor e entusiasmo num território que já deu tantas alegrias ao ciclismo profissional”, sublinha o presidente da Câmara, Amadeu Albergaria.

Foi em 2010 que Santa Maria da Feira recebeu pela última vez esta prova nos moldes da edição deste ano, apesar de ter recebido os Campeonatos Nacionais de Contrarrelógio em 2017, no Europarque.

Catorze anos depois, o território feirense volta a ser palco de todas as emoções desta importante e prestigiada prova do calendário da Federação Portuguesa de Ciclismo, quer nos contrarrelógios, quer nas provas de fundo, de onde sairão os campeões nacionais de todas as categorias em competição: Master, Elites, Sub 23 e Paraciclismo.

As provas de contrarrelógio são as primeiras a sair para a estrada, no dia 21 de junho, em três horários: 10h00 (Master, Elites, Sub 23 Femininas e Sub 23 Masculinos), 15h00 (Paraciclismo) e 16h30 (Elites Masculinos), sendo o Europarque a zona nevrálgica da organização e o ponto de partida e chegada de todas as séries em competição.

As provas de fundo acontecem nos dias 22 e 23 de junho, com partidas e chegadas centradas no Castelo da Feira e a mítica subida ao ex-líbris feirense a contribuir de forma decisiva para a seleção de valores que vão discutir o título de campeão nacional. No sábado, dia 22, as provas estão agendadas para as 9h30 (Master, Elites e Sub 23 Femininas) e as 15h30 (Sub 23 Masculinos). No domingo, dia 23, os ciclistas saem para a estrada às 9h00 (Paraciclismo) e às 11h30 (Elites Masculinos).

Organizados anualmente desde 1942, os Campeonatos Nacionais de Estrada determinam o campeão nacional da modalidade em cada uma das categorias em competição. Para além de arrecadar a medalha de ouro, o campeão nacional poderá usar, até à edição do ano seguinte, a camisola com as cores da bandeira de Portugal. Esta prova é aberta a todos os atletas nacionais federados de cada vertente, podendo ainda participar atletas portugueses que correm internacionalmente.

Desde 2003 que a União Ciclística Internacional (UCI) definiu uma data única em todo o mundo para a realização desta prova de apuramento dos campeões nacionais, permitindo que os atletas que correm fora dos seus países possam participar nesta competição. Joaquim Agostinho continua a ser o ciclista com mais títulos de campeão nacional, tendo sido medalhado com o ouro em seis edições, entre 1968 e 1973.

É grande a expectativa para três dias repletos de intensidade competitiva, mas também de emoções e de encontros de toda a comunidade velocipédica nacional. Será, certamente, uma enorme festa desportiva, dado que a centralidade territorial de Santa Maria da Feira contribuirá para que muitos adeptos se desloquem de todo o país para verem correr os seus ídolos”, antecipa o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira.