Feira Viva Natação Adaptada entra em 2024 com o pé direito

Feira Viva Natação Adaptada entra em 2024 com o pé direito

 Feira Viva Natação Adaptada conquistou 10 recordes nacionais no IX Troféu das Fogaceiras

 

No arranque de 2024, a Feira Viva Natação Adaptada tem razões para sorrir e para prever que “o melhor ainda está por vir”. No Troféu das Fogaceiras, bateu 10 recordes nacionais e alcançou o 1º lugar do pódio, em igualdade pontual com a ADADA Porto. A equipa viu ainda dois elementos serem distinguidos por feitos em 2023. Ana Castro foi eleita a melhor atleta paraolímpica adaptada e Carla Cardoso a melhor treinadora paraolímpica. As conquistas, afirma a técnica, são fruto de muito trabalho e superação.

Na IX edição do Troféu das Fogaceiras, o inédito aconteceu. Pela primeira vez na história da competição, duas equipas empataram em 1º lugar. A competição, que reuniu 11 clubes e mais de 120 atletas no passado fim de semana, culminou num empate entre a Feira Viva Natação Adaptada e a ADADA Porto, tendo o FC Porto fechado o pódio.

Além do primeiro lugar, a equipa da Feira Viva Natação Adaptada somou ainda duas mãos cheias de recordes. Samuel Duarte (S14) estabeleceu a nova marca nacional aos 400m Livres com um tempo de 4:44.34, à semelhança de Ivo Rocha (S5) aos 50m Bruços (49.57) e Rodrigo Patrício (S14) aos 100m Bruços (1:27.83) e aos 200m Bruços (3:05.34). Gabriela Guedes (S4) foi a atleta que estabeleceu mais recordes nacionais, ao bater as anteriores marcas em 4 ocasiões: 50m Livres (2:01.46), 100m Livres (4:23.06), 200m Livres (8:46.06) e 50m Costas (2:10.01).

Nas estafetas, a equipa de Santa Maria da Feira também se mostrou ao mais alto nível conquistando o primeiro lugar duas vezes. Rodrigo Patrício, Diogo Gomes, Samuel Duarte e Tomás Santos (S14) bateram o recorde nacional aos 4 x 100m Estilos com um tempo de 5:48.59 ao passo que Francisco Gouveia, Luís Sá, Rodrigo Silva e Ivo Rocha (S34) estabeleceram nova marca nacional aos 4 x 100m Livres com um tempo de 6:30.21.

Em entrevista à Sintonia, a treinadora da equipa, Carla Cardoso, faz um balanço “muito bom” da prova, sobretudo após um período festivo. Gabriela Guedes, que começou a nadar há cerca de um ano em regime de competição, foi a figura da prova. “Teve uma prestação excelente. Isto aumenta a confiança dela e em todo o processo do treino e também da própria equipa, que começa a acreditar que é importante estar bem treino a treino para ver os resultados a aparecer“, realçou.

 

Feira Viva Natação Adaptada dividiu o 1º lugar do pódio do Troféu das Fogaceiras com a ADADA Porto

Mais de 120 atletas estiveram em Santa Maria da Feira para participar no Troféu das Fogaceiras, um momento que extrapola a competição desportiva, destaca Carla Cardoso. “É uma grande partilha entre nadadores e uma população que, na sua maioria, não tem a parte social que os restantes têm. Aproveitaram este momento para estar com amigos, para partilhar ideias“, confidenciou.

Ana Castro e Carla Cardoso distinguidas

O arranque promissor do ano não se fica por aqui. A Feira Viva Natação Adaptada anunciou esta semana que Ana Castro foi distinguida como melhor nadadora paraolímpica adaptada de 2023 e Carla Cardoso recebeu o prémio de melhor treinadora paraolímpica de 2023. Os galardões, que distinguem personalidades da natação de 2023, foram atribuídos pelo canal Swim Channel e pelo comentador de natação Alexandre Pussieldi. Aos microfones da Sintonia, Carla Cardoso destaca os grandes resultados obtidos por Ana Castro no ano transato. A atleta “superou-se mais uma vez“, tendo sido finalista no Campeonato do Mundo de Manchester onde nadou “entre pessoas de renome da sua classe” e alcançou “uma excelente marca“. Quanto ao prémio de melhor treinadora paralímpica, Carla Cardoso afirma: “Recebi o meu galardão a reboque da prestação da Ana. O meu galardão foi em empate com um colega, o Gonçalo Neves, um treinador de natação pura que herdou o atleta paralímpico Diogo Cancela. É uma grande honra conseguir igualar, não só por ser mulher – porque na área do desporto as treinadoras não têm tantas oportunidades-, mas acima de tudo por estar equiparada a treinadores do mais alto nível”.

 

“Continuar a trabalhar e trabalhar bem”

E o que reserva 2024 à equipa da Feira Viva Natação Adaptada? Trabalho e superação, responde Carla Cardoso. “Continuar a trabalhar e trabalhar bem e tentar ter a estrelinha a brilhar nos momentos decisivos“, afirma. A próxima prova da turma fogaceira acontece a 21 de janeiro, onde marcará presença no Torneio “A Mesma Ambição”, do FC Porto. “É uma prova importante porque é a última prova em que podemos, com a classificação dos nossos nadadores paraolímpicos, abrir quotas para os jogos de Paris em agosto. Queremos a melhor classificação possível para ver se conseguimos mais nadadores a representar Portugal“, sublinha.