Vânia Coimbra vive a “parentalidade com paixão” e criou projeto para ajudar pais a serem mais conscientes e a terem crianças mais felizes

Vânia Coimbra vive a “parentalidade com paixão” e criou projeto para ajudar pais a serem mais conscientes e a terem crianças mais felizes

Vânia Coimbra apresenta o projeto ‘Parentalidade Com.Paixão’ nos estúdios da Sintonia

Vânia Coimbra é, há cerca de 16 anos, enfermeira especialista em saúde materna e obstétrica e acredita que um dos propósitos da sua vida “é ajudar pessoas e famílias”. Quando se tornou mãe, iniciou uma jornada de desenvolvimento pessoal. Fez a formação de facilitadora em parentalidade consciente e criou o projeto ‘Parentalidade Com.Paixão’, que ajuda mães e pais a serem mais conscientes, contribuindo para o desenvolvimento pleno dos seus filhos. Nos estúdios da Sintonia, fomos conhecer melhor em que assenta este projeto e de que forma é que a parentalidade consciente contribui para o crescimento harmonioso não só das crianças, mas de toda a família.

“Um dos propósitos da minha vida é ajudar pessoas e famílias”

A enfermagem surgiu desde cedo na vida de Vânia Coimbra, que acredita que “um dos propósitos” da sua vida é “ajudar pessoas e famílias“. Quando foi mãe, decidiu abraçar novas áreas de conhecimento. “A partir desse momento iniciei uma jornada de desenvolvimento pessoal, porque acredito efetivamente que os nossos filhos são também os nossos mestres“, explica à Sintonia. Ser mãe ou pai “faz emergir o melhor de nós“, afirma a enfermeira, mas traz também ao de cima “aspetos que não gostamos tanto“. Por isso mesmo, decidiu fazer a formação de facilitadora em parentalidade consciente. Dessa formação surge o projeto Parentalidade Com.Paixão. “Vivo a parentalidade com muita paixão e com paixão por mim própria porque nós, pais e mães, devemos ter esta compaixão para connosco quando as coisas não correm tão bem, inclusivamente na nossa missão de educar os nossos filhos“, esclarece.

Vânia Coimbra realça que nunca é tarde para começar a exercer uma parentalidade mais consciente e estabelece a comparação. “Se eu quiser ser melhor na cozinha, vou procurar cursos ou formações para melhorar essa área. Então, se quero ser melhor mãe ou pai, porque não fazer uma formação?”, questiona.

Parentalidade consciente, “uma filosofia de vida”

Em Portugal, afirma Vânia Coimbra, ainda vigora muito um modelo de “parentalidade tradicional“, ou seja, uma “parentalidade em que a educação deve ser igual para todas as crianças”. “No fundo, as crianças têm de se encaixar naquela caixinha e, se forem crianças relativamente diferentes, surgem depois os castigos, as repreensões, as ameaças, os subornos. Elogia-se muito quando corre tudo bem, mas quando algo corre menos bem passa-se muito rapidamente para o extremo oposto”, reflete.

Mas, afinal, o que é a parentalidade consciente? Vânia Coimbra afirma que é “uma filosofia de vida“. “O caminho começa precisamente pelos pais. Muitas vezes vejo os pais que vêm ter comigo e que dizem, por exemplo, que a criança tem problemas de comportamento na escola e esperam que eu resolva o problema miraculosamente. Há uma certa desresponsabilização dos pais. Se a criança tem um problema, o problema não é só dela, é da família e esta aprendizagem e reflexão deve começar pelos pais“, explica.

Nunca é tarde para começar a parentalidade consciente…

Ser mãe ou pai nos dias de hoje é um desafio? Vânia Coimbra diz que sim e afirma que o verdadeiro desafio é “termos tempo e disponibilidade para educarmos as nossas crianças“. Às vezes, defende a facilitadora em parentalidade consciente, é “preciso dar um passo atrás para seguir em frente. Temos de parar e refletir sobre a vida que estamos a ter e se é verdadeiramente isso que queremos. De facto, nos dias de hoje somos engolidos pelo ritmo da sociedade“, afirma.

Quais os benefícios da parentalidade consciente para quem acabou de ter o primeiro filho? Vânia Coimbra responde…

“O autocuidado é fundamental”, reforça Vânia Coimbra.

Que balanço é possível fazer do projeto Parentalidade Com.Paixão?

Vânia Coimbra desmistifica o ‘Método LASEr’, criado por Pedro Vieira, que assenta na observação, avaliação e utilização de quatro energias ou estratégias comportamentais.

O que são constelações familiares sistémicas?

Para saber mais sobre o projeto Parentalidade Com.Paixão pode seguir a página de Facebook ou o Instagram.

Pode ouvir a entrevista na íntegra aqui.

Entrevista Parte 1: Edição 06/01/2023
Entrevista Parte 1: Edição 06/01/2023