Teatro de Marionetas anima cinco freguesias com nove espetáculos

Teatro de Marionetas anima cinco freguesias com nove espetáculos

De 30 de julho a 1 de agosto, o programa de descentralização cultural ‘Artes em Itinerância’ leva Teatro de Marionetas a cinco freguesias do concelho de Santa Maria da Feira. Ao longo de três dias, o IV Ciclo ‘Fora dos Eixos’ apresenta nove espetáculos e atividades para toda a família, de acesso gratuito, por seis companhias nacionais e internacionais. As inscrições estão abertas em www.cm-feira.pt/artes-em-itinerancia.

O ‘Fora dos Eixos’ abre sexta-feira, 30 de julho, às 18h00, com a inauguração da exposição ‘Manipulações Ilustradas 2004 – 2020’, no Museu do Papel Terras de Santa Maria, em Paços de Brandão. O ilustrador e marionetista Rui Sousa partilha com o público, na visita guiada marcada para as 18h30, “os mais variados e desconcertantes desenhos” de marionetas, numa viagem pelas técnicas, metáforas e memórias do seu percurso artístico.

Ainda no Museu do Papel, mas às 21h30, o músico Pedro Piaf junta-se a Rui Sousa para a apresentação do espetáculo ‘Trovas e Sombras – A Lenda do Monte das Corujeiras’. Uma história que remete para o tempo das batalhas entre mouros e cristãos, considerada “uma das mais interessantes do romanceiro medieval português”.

No sábado, 31 de julho, o ‘Fora dos Eixos’ ruma a S. Paio de Oleiros com dois espetáculos na bagagem. Às 18h00, a companhia Marimbondo apresenta, no largo da igreja, ‘Banana Split’ pelo alemão Detlef Schafft e a portuguesa Eva Cabral, fundadores da companhia, ambos amantes de bananas e capazes de fazer delas as maiores atrações deste cabaré.

Às 18h30, a companhia Mãozorra promete divertir o público com ‘O Caçador’, espetáculo que conta a história da jovem Rute, que procura um namorado para casar, e de Roberto, que prontamente se oferece como noivo, mas tem de enfrentar a concorrência de outro caçador.

Às 21h30, o Teatro de Marionetas muda-se para o coreto de Sanfins, onde a companhia Abib y Valeria (Egipto, Espanha e Brasil) apresenta ‘O dia em que a morte sambou’. O espetáculo mistura a técnica milenar do teatro de sombras com a magia da cultura popular nordestina.

No domingo, 1 de agosto, às 11h00, o ‘Fora dos Eixos’ instala-se no largo da igreja de Vila Maior. É aqui que a companhia portuguesa SA Marionetas apresenta ‘A Farsa do Sapateiro’ com as aventuras de Gil Vicente em busca dos sapatos para a estreia da sua nova comédia.

Às 16h30, no coreto e anfiteatro de Monte do Viso, em Guisande, o brasileiro Fábio Supérbi apresenta ‘Alguma Coisa’, a história de José, que passa os dias na sua pequena casa no meio do nada, cercado por animais e plantas, grato por uma vida pacata, feliz e inspiradora.

Às 17h00, as Marionetas Rui Sousa fecham mais uma edição do ‘Fora dos Eixos’ com ‘Fios Mágicos’. Um espetáculo encantador, que transporta o público para a magia dos movimentos, cor, música e ações. Primeiro, um arlequim ganha vida, depois seguem-se outras personagens, como um jardineiro que cuida de uma flor mágica, um pavão dourado com a sua bela penugem a esvoaçar ou um vampiro apaixonado.

Ao longo dos três dias, o público é desafiado a construir marionetas de papel, seguindo as orientações de Rui Sousa e Telma Pedroso no tutorial disponível em www.cm-feira.pt/artes-em-itinerancia.