GNR desmantela rede de furto e viciação de viaturas e detém 15 suspeitos

GNR desmantela rede de furto e viciação de viaturas e detém 15 suspeitos

A GNR, em coordenação com o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Santa Maria da Feira, deteve 15 pessoas e apreendeu 35 viaturas roubadas, centenas de documentos, catalisadores, peças de viaturas desmanteladas, 200 litros de gasóleo e 16 mil euros em dinheiro.

A operação “Drive In” decorreu durante esta segunda-feira e incidiu numa rede que se dedicava “ao furto, recetação e viciação de viaturas, falsificação de documentos, furtos em residências e tráfico de estupefacientes”, afirma a GNR em comunicado. A operação culminou na detenção de 13 homens e duas mulheres, com idades entre os 19 e os 50 anos, nos distritos de Aveiro, Braga, Guarda, Lisboa, Porto e Viseu.

No seguimento de uma investigação que decorria há cerca de um ano e meio, foi desencadeada uma operação que visou uma rede criminosa de indivíduos” que desenvolvia a sua atividade “no norte do distrito de Aveiro e com ligações a outras zonas do país“.

A operação foi desenvolvida em diversos concelhos – Braga, Espinho, Estarreja, Gaia, Guarda, Loures, Mangualde, Oliveira de Azeméis, Ovar e Santa Maria da Feira. Foi dado cumprimento a 11 mandados de detenção fora de flagrante delito e foram realizadas 64 buscas domiciliárias.

Foram apreendidos 35 viaturas, centenas de placas VIN, certificados de matrícula e documentos de viaturas, 40 catalisadores, quatro bancadas de oficina de mecânica auto, várias caixas/malas e tróleis de ferramentas, diversas peças de viaturas desmanteladas, artigos furtados de viaturas, peças em ouro e uma pistola de alarme. Durante as buscas foram ainda encontrados réplicas de armas, 21 munições de calibre 6,35 mm, 200 litros de gasóleo, 20 botijas de gás, artigos de construção e ferramentas, 400 doses de haxixe e 16 mil euros em dinheiro.

Estiveram envolvidos na operação 270 militares da GNR provenientes dos comandos territoriais de Aveiro, Braga, Coimbra, Porto, Viana do Castelo, Viseu, Guarda, Leiria, Santarém e Lisboa, bem como da Unidade de Intervenção e o apoio da PSP.

Os detidos serão presentes hoje, dia 25 de maio, a primeiro interrogatório judicial no DIAP de Santa Maria da Feira, para aplicação de medidas de coação.