UMA MÃO CHEIA DE RAZÕES PARA ENCHER O MARCOLINO NO FEIRENSE-GIL VICENTE!

UMA MÃO CHEIA DE RAZÕES PARA ENCHER O MARCOLINO NO FEIRENSE-GIL VICENTE!

D civistas em Viseu

Feirense a duas vitórias da subida de divisão! 5-0 no Estádio do Fontelo, na 44ª jornada da Ledman Liga Pro, no regresso de Luís Machado à competição. Os fogaceiros têm agora 74 pontos. Seguem a dois pontos do Portimonense e a cinco do Chaves, dependendo apenas de si. José Mota fala de uma vitória capital.

O 1-0 surgiu aos 22′. Jogada de ataque dos azuis, Kizito, junto à linha final, arrancou um cruzamento para Porcellis, mas o defesa academista Bura antecipou-se ao ponta de lança fogaceiro e, ao tentar cortar o lance, foi infeliz e introduziu a bola na própria baliza. Aos 43 minutos, Etebo recebeu a bola, fugiu à marcação do seu marcador direto e, descaído para a esquerda, rematou fortíssimo e cruzado para o fundo das redes, não dando qualquer hipótese de defesa a Ricardo Janota.

Na segunda metade, o Feirense chegou à goleada. Aos 61′, Kizito foi desmarcado pelo corredor central. Rápido como uma flecha, apareceu isolado na cara de Ricardo Janota, ultrapassou o guarda-redes academista e atirou para a baliza deserta, colocando o Feirense a vencer por 3-0.

D Feirense de mao cheia

“O nosso foco é vencer os dois jogos que faltam. Não o resultado das outras equipas”, acrescenta José Mota.

O 4-0 foi obra de arte de Porcellis. Viu o guarda-redes do Viseu adiantado e picou a bola, com um chapéu admirável. Os azuis voltaram a fazer balançar as redes no minuto seguinte. Jogada de ataque pelo lado direito, Luís Machado tenta o remate e Bura, novamente infeliz, fez o segundo autogolo no jogo, fixando o resultado final em 0-5 favorável ao Feirense. Para satisfação de Rodrigo Nunes, presidente dos azuis da Feira.

Jorge Casquilha lamenta os erros na exibição do Académico de Viseu.