“VOLTAR A FAZER DO MARCOLINO DE CASTRO UM INFERNO PARA OS ADVERSÁRIOS!”

“VOLTAR A FAZER DO MARCOLINO DE CASTRO UM INFERNO PARA OS ADVERSÁRIOS!”

cris barge

No primeiro dia de José Mota como treinador do Feirense, os capitães Cris e Barge estiveram em direto na Águia Azul, a Sintonia Feirense, à semelhança do diretor desportivo Filipe Oliveira.

O professor José Carlos, coordenador do Futebol de 7 e treinador dos Iniciados do Feirense, foi preponderante no percurso de formação de Cris e de Barge. Fez um apelo emocionado.

“JUNTOS, vamos conseguir!” Palavra de Cris, sensibilizado com as palavras do professor José Carlos, na Águia Azul.

Autor de um dos golos mais portentosos dos últimos anos, no Feirense-Portimonense, Barge gostou de ouvir o professor José Carlos.

Barge e jose mota

Aos 52 anos, o treinador José Mota chega ao Feirense, determinado.

A mudança “agita sempre”, remata Barge.

O foco está totalmente voltado para o jogo em Olhão, a primeira das nove finais.

Cris lembra que a “maior parte, se não mesmo a totalidade dos jogadores já viveu esta situação, de mudança de treinador. O nosso foco é só um, o da subida de divisão!”

O que “nós mais queremos é jogar”, enfatiza Cris, no estúdio da Águia Azul.

jose mota comeca a trabalh

Filipe Oliveira, diretor desportivo, encontra, em 2015-2016, muitas semelhanças com a temporada da última subida do Feirense à I Divisão.

Há “decisões muito difíceis de tomar. Esta foi uma delas.”

Perder três dos últimos quatro jogos no Marcolino de Castro “não pode ser normal no Feirense. O nosso estádio tem que voltar a ser a nossa fortaleza, o pesadelo dos adversários.”

Barge reforça o desafio à região, para que o Estádio do Feirense “volte a ser um inferno para quem nos visita.”

“Estejam todos ao nosso lado, nestas nove finais.”

Cris e Barge “representam a garra feirense. O ranho, a gana, a atitude, a raiva, o partir tudo!” Os capitães garantem que não precisam de ser picados. Já entram picados em todos os jogos, seja qual for o adversário.

E como será a Páscoa de Barge?

Páscoa é “família, é amor, é felicidade”, afirma Filipe Oliveira.

Sentimentos de Cris, em plena Páscoa, que passou pelo estúdio da Águia Azul, a Sintonia Feirense.